Blog

Projeto de Reciclagem do Calor Ambiente

0

Projeto de Reciclagem do Calor Ambiente

Um pesquisador brasileiro, de nome Valvim Dutra, afirmou que está desenvolvendo um módulo “Reciclador de Calor Ambiente” que tem como objetivo retirar energia térmica do ambiente e convertê-la em energia elétrica. De acordo com seus cálculos, isso só é possível com a utilização de módulos termoelétricos que tenham eficiência energética superior a 61,9%.

Depois de 15 anos de pesquisas independentes, ele diz ter conseguido projetar um módulo que satisfaz essa condição e que torna essa forma de obter energia elétrica, possível, autossustentável e totalmente reciclável. Segundo ele, seu projeto vai reciclar a energia térmica já existente no planeta, diminuindo assim o aquecimento global e as consequentes catástrofes climáticas.

Ele está prevendo que essa nova tecnologia será utilizada em:
1- Aparelhos de ar refrigerado que deixarão de consumir energia elétrica, e passarão a gerar eletricidade enquanto resfriam o ambiente.

2- Navios e barcos elétricos que utilizarão o reciclador para transformar a energia térmica, do mar, em eletricidade e mover seus propulsores sem a necessidade de combustíveis fósseis ou minerais.

3- Automóveis híbridos com rendimento energético superior a 90%. (Atualmente é de 25 a 30%).

4- Estações geradoras de energia elétrica, alimentadas pelo calor ambiente de regiões quentes e equatoriais. A energia gerada por estas estações poderá ser usada localmente ou transmitida via rede elétrica para regiões frias, áreas rurais, etc.

Ele diz ainda que, é importante termos em mente que a energia que utilizamos em qualquer atividade, seja elétrica, solar, mecânica, cinética, química, nuclear, etc., transforma-se, obrigatoriamente, em energia térmica (em calor) ao final da sua utilização. Por isso, nada mais natural do que desenvolvermos uma tecnologia para recuperarmos essa energia, e transformá-la em eletricidade para que seja utilizada novamente. Dessa forma, criaremos um ciclo limpo, autossustentável e sem agressão ao ambiente.

Valvim Dutra

Valvim Dutra

O Valvim afirmou que está em busca de recursos financeiros para concluir o projeto, patentear o módulo reciclador de calor ambiente, comercializar as licenças de uso e começar a produzi-los.

Veja detalhes do reciclador no site: Projeto de Reciclagem do Calor Ambiente

27 de Junho de 2016 |

Programa Galp Energy Manager

0

Programa Galp Energy Manager

O programa Galp Energy Manager é um programa nacional de eficiência energética, promovido pela GALP POWER, S.A. e pela ISA Energy.

Este programa destina- se às PME portuguesas do sector da indústria (divisão CAE 1 a 35) que utilizem como fonte de energia a electricidade, e tem como objectivo dotar as empresas de ferramentas de monitorização, gestão e controlo, que lhes permitam optimizar os seus consumos de electricidade e reduzir os seus custos de energia. No âmbito deste Programa as industrias beneficiarão de :

Instalação de contadores eléctricos que permitem detalhar os consumos de energia em função das áreas representativas da empresa, a selecionar pelo cliente (3 contadores e 3 circuitos de comando)
Disponibilização de software de gestão de energia que permitirá conhecer em maior detalhe os consumos, notificar de situações anómalas, definir agendamentos etc.
Disponibilização de apoio técnico ao nível de um consultor de eficiência energética, que apoiará na utilização dos sistemas instalados com vista à obtenção efectiva de poupança no consumo de energia eléctrica, e procederá ao envio de 1 relatório mensal com informação sobre o perfil de consumo da empresa e dicas para optimização energética da instalação.

O Programa é financiado a 80% pela ERSE, tendo um co-financiamento pela Indústria participante de 660€+ IVA.

É importante acrescentar que as inscrições são limitadas a 160 empresas.

Para obterem mais informações sobre o programa e aceder ao regulamento e condições de adesão, poderão consultar a página do programa Galp Energy Manager.

16 de Junho de 2016 |

Eficiência Energética em Edifícios – As Necessidades num Futuro Presente

Comentários fechados em Eficiência Energética em Edifícios – As Necessidades num Futuro Presente

Eficiência Energética em Edifícios

No meio urbano os edifícios têm a responsabilidade de pelo menos 40% da energia consumida em todos os países. O desenvolvimento rápido da construção de imóveis em países como a China e a Índia é irreversível. É importante actuar agora, pois a correcta construção de novos edifícios vai contribuir para uma melhor utilização energética e ajudar a travar as alterações climáticas.

O conhecimento e novas técnicas adquiridas são de extrema importância, isto porque ao mesmo tempo que se diminui os gastos de energia, aumenta-se o grau de qualidade nos níveis de conforto e utilização dos novos edifícios.

Existem porém ainda várias dificuldades a ultrapassar, quer a nível comportamental, organização empresarial e aspectos financeiros.

Há que travar estes factores e invertê-los para bem de todos, e isso pode ser feito com o apoio às empresas, dar maior importância à energia e criar meios de informação que faça chegar a mensagem que o comportamento individual de um edifício compromete todos os outros.

9 de Maio de 2016 |

Como Poupar Energia

0

Como Poupar Energia na sua Casa ou Local de Trabalho, seguindo este conjunto de ideias

Como Poupar Energia

  • Vedar com fita de calefação, à volta das janelas e portas para evitar fugas de ar – Aumenta a temperatura em cerca de 4º no Inverno e baixa a temperatura em cerca de 4º no Verão.
  • Selar com espuma isolante, pisos e paredes em torno das tubagens e fios elétricos.
  • Troque os filtros de ar dos desumidificadores e ar condicionados, de acordo com os equipamentos.
  • Substitua as lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes compactas ou lâmpadas LED – usam 75% menos energia e duram 10 vezes mais.
  • Use o método da garrafa dentro do autoclismo – Poupa 1 litro de água, cada vez que o utiliza.
  • Use redutores de caudal nas torneiras e chuveiros – fáceis de montar, baratos e reduzem o caudal em 45% sem notar.
  • Corrija quaisquer torneiras com fugas – uma gota por segundo pode adicionar até 165 litros por mês.
  • Faça a limpeza e manutenção do seu aquecimento e sistema de arrefecimento anualmente para mantê-lo a funcionar tão eficientemente quanto possível.
  • Tenha a sua canalização desobstruída e repare eventuais fugas.
  • Adicione isolamento no seu sótão, espaços e todas as paredes exteriores acessíveis.
  • Embrulhe o aquecedor de água com isolamento ou instalar uma manta isolante – feito por peritos.
  • Procure o selo ENERGY STAR, para substituir aparelhos grandes ou pequenos.
  • Use fichas triplas para eletrodomésticos e desligue os cabos de alimentação quando o equipamento não estiver em uso.
  • Substitua as borrachas vedantes do seu frigorífico ou congelador.
  • Realize um teste online para ver a classificação energética da sua casa. As versões online e papel estão disponíveis.
  • Reduza o uso de água quente, tomando duches mais curtos e usando água fria para o ciclo de enxaguar na sua máquina de lavar.
  • Desligue as luzes, televisões e outros aparelhos quando não estiverem em uso.
  • Bobinas refrigeradoras devem ser limpas regularmente para manter o compressor a funcionar de forma eficiente.
  • Regule a temperatura do frigorífico e congelador, de acordo com a temperatura/estação do ano.
  • Utilize o microondas quando possível – ele cozinha mais rápido e não cria calor, tanto quanto o fogão.
  • No Verão, deixe secar a loiça da máquina ao ar, em vez de utilizar a opção máquina de lavar louça/calor de secagem.
  • Use a sua máquina de lavar loiça e máquina de lavar roupa, sómente quando estiver cheia – mesmo cheia, pode usar o programa económico.
  • Combinar o tamanho da sua panela ou frigideira para o tamanho do queimador do fogão.
  • Mantenha todas as janelas e portas localizadas perto de seu termostato bem fechadas.
  • Manter afastado o seu termostato de fontes de calor, como lâmpadas e aparelhos.
  • Considere substituir o seu frigorífico mais antigo, principalmente se for mais de 10 anos de idade, por um frigorífico com símbolo ENERGY STAR.
  • Seque uma carga de roupa, imediatamente após a outra para minimizar a perda de calor.
  • Descongele os alimentos congelados no frigorífico antes de cozinhar.
  • Use a luz do forno para verificar o progresso quando cozinhar ou assar – evita abrir a porta muitas vezes.
  • Mantenha o aparelho de ar exterior limpo e livre de detritos ou ervas daninhas.
  • Use lâmpadas de baixo watt onde a iluminação não é muito necessária.
  • Coloque lâmpadas de chão e lâmpadas penduradas nos cantos. A reflexão das paredes vai lhe dar mais luz.
  • Desligue a iluminação ao ar livre durante o dia. Instale interruptores temporizadores ou controlo fotoelétrico.
  • Mantenha o frigorífico cheio. O mais completo o congelador estiver, menos ar frio que perde quando abrir a porta.
  • Use o ciclo de auto-limpeza do seu forno logo depois de terminar de o usar. Como o forno está quente, vai gastar menos.

Guarde sempre os manuais de utilização dos seus equipamentos. Siga as recomendações dadas pelos fabricantes, em conjunto com as sugestões aqui referenciadas.

Boas Poupanças!

2 de Maio de 2016 |

Matosinhos com optimização do uso de energia térmica em zonas industriais

0
Matosinhos com optimização do uso de energia térmica em zonas industriais

Matosinhos com optimização do uso de energia térmica em zonas industriais

A Câmara de Matosinhos tem em estudo, um plano para tornar mais eficiente a utilização de energia térmica das zonas industriais e com ele participar no projecto “progRESsHEAT” financiado por fundos europeus.

O protocolo prevê a colaboração de Matosinhos com o Inegi (Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial da Universidade do Porto) que é um dos parceiros do ‘progRESsHEAT’, um projecto apoiado pelo programa Horizonte 2020 que visa promover a utilização das energias renováveis para o aquecimento e arrefecimento local.

A fábrica da Jomar, as lojas IKEA, Decathlon e o centro-comercial Mar Shopping são as áreas a estudar previstas no protocolo.

fonte

projecto “progRESsHEAT”

INEGI

programa Horizonte 2020

30 de Março de 2016 |
Vantage Theme – Powered by WordPress.
Advertisment ad adsense adlogger
Saltar para a barra de ferramentas