Blog

Energia das Ondas Peniche

0

Projecto Surge, Energia das Ondas em Peniche está a chegar à fase final de montagem

Em ondas de superfície, as partículas da água têm um movimento circular. Vinda em direção à costa, a energia das ondas é aproveitada na profundidade por redução. Abaixo da superfície da água, as correntes avançam e recuam até chegarem à costa. Isto faz com que a estrutura oscile sobre um eixo e é assim que o Waveroller capta essa energia mecânica (energia cinética). A energia captada é convertida em electricidade utilizando tecnologias tradicionais.

Apesar dos atrasos, que causou a chegada tardia de algumas peças e serviços, a equipa está confiante de que todo o transporte terá lugar o mais tardar até o final de Janeiro de 2012. Será então seguida a implementação de todas as estruturas assim que o tempo permita, em Peniche, Portugal.

Projecto Surge 

Local: Peniche, Portugal

AW Energy Coordenador do Projecto

ABB Finland Desenho do Sistema Eléctrico

Multimart Oy Desenho da Asa

Bosch Rexroth Desenho do Sistema PTO (Power Take-Off)

ENP Estaleiros Navais de Peniche Optimização Técnica / Fabrico da Asa

Grupo Lena / Eneólica Desenho Final da fundação / Colocação do Waveroller

Wec Wave Energy Centre Monitorização Técnica do Funcionamento da Unidade de Conversão da Energia / Disseminação dos Resultados

Câmara Municipal Peniche

5 de Janeiro de 2012 |

Parque de Ondas da Aguçadoura

0

Foi inaugurado o Primeiro Parque de Ondas a nível Mundial. Trata-se do Parque de Ondas da Aguçadoura, Freguesia da Póvoa de Varzim. Esta tecnologia faz o aproveitamento da energia das ondas. O Grupo Enersis, junto com um parceiro tecnológico escocês Ocean Power Energy, são os pioneiros nesta tecnologia.

Energia das Ondas Pelamis 750

O Pelamis é uma estrutura semi-submersa composta por secções cilíndricas, unidas por juntas articuladas onde se encontra um módulo de conversão de energia. A estrutura Pelamis tem três módulos de conversão de energia (3 x 250 kW). Cada módulo constitui um sistema independentemente de conversão de energia das ondas em energia eléctrica. Cada módulo mede 50 metros de comprimento e 3,5 metros de diâmetro, ficando fora da linha da água só 1 metro.

O Parque de Ondas da Agudaçoura fica instalado a 5 kilómetros da costa, ao largo da Póvoa de Varzim.

A energia produzida pelas ondas de alto mar, são mais estáveis que a das ondas de rebentação. O Parque de Ondas é ligado através de cabos submarinos a uma subestação de interligação com a rede eléctrica.

A Enersis investiu um valor inicial de 8,5 milhões de euros neste projecto. O Parque de Ondas da Aguçadoura vai produzir inicialmente energia eléctrica que poderá abastecer uma povoação de 6.000 habitantes. No decorrer dos próximos anos, a Enersis prevê instalar 20 MegaWatts (MW), que resulta num investimento de 70 milhões de euros.

Portugal é assim pioneiro neste tipo de sistemas, tal e qual como a Dinamarca e a Alemanha dominam o mercado da Energia Eólica. Tem grande importância a nível económico pois tendo a liderança da tecnologia vai poder estar à frente dentro deste mercado, instalando novos Parques de Ondas em Portugal e partir para o mercado mundial.


View Larger Map

Actualização de Informação 10 de Janeiro de 2010

Este projecto custou quase 9 milhões de euros, dos quais 1 milhão e 250 mil euros foi financiamento público, a fundo perdido. O projecto, contudo, só funcionou 3 meses.

Empresas e Fornecedores

http://www.pelamiswave.com/our-projects/agucadoura

Companhia da Energia Oceânica SA (CEO)

 

23 de Setembro de 2008 |
Vantage Theme – Powered by WordPress.
Advertisment ad adsense adlogger
Saltar para a barra de ferramentas